Petrobras vai investir R$ 2,7 bi na Replan, com projeto para inteligência artificial

Aporte será para nova unidade de diesel S-10 e programa de melhoria em inteligência artificial.


Continua depois da publicidade


Recentemente, a Petrobras anunciou investimentos de R$ 2,7 bilhões  — US$ 548 milhões — na Refinaria de Paulínia (Replan). De acordo com publicação do Correio de Campinas, de 2022 a 2025 serão realizados dois grandes projetos: a construção de uma nova unidade de diesel S-10 e a aplicação de um programa de melhoria em inteligência artificial. Além disso, com a construção da nova unidade de hidrotratamento de diesel (HDT) na Replan, 3 mil empregos serão gerados.

Segundo a publicação, a planta de Paulínia deverá totalizar um investimento de aproximadamente R$ 2,3 bilhões (US$ 458 milhões). Com isso, um dos grandes objetivos do investimento é atender à demanda por produtos com menores emissões, e assim, aumentar a eficiência energética e melhorar o desempenho operacional da unidade. O início da obra está previsto para este ano, mas a data não foi divulgada.

Para Rogério Daisson, gerente geral da refinaria em Paulínia, o investimento, que integra o Plano Estratégico 2022-2026 da Petrobras, vai representar uma mudança no refino de diesel na Replan. "O diesel S-10 é um combustível com quantidade menor de enxofre e mais puro. Com esse projeto, todo o óleo diesel produzido na Replan será de baixo teor de enxofre e permitirá o aumento de produção de querosene de aviação", afirmou. Ao todo, a unidade terá capacidade de produzir 10 milhões de litros de diesel S-10.

Inteligência Artificial

Já o aporte de R$ 450 milhões (US$ 90 milhões), outro investimento anunciado, será destinado a um programa denominado Refino de Classe Mundial (RefTOP), com foco em Inteligência Artificial, que tem como principal objetivo ampliar a eficiência das operações. Entre algumas das medidas que serão implementadas estão a aplicação de sensores de monitoramento para o melhor desempenho das tochas de queima de gás e o uso de drones para realizar as atividades com mais segurança. "Um dos focos do RefTOP é nos tornarmos de maneira comparável aos melhores do mundo em termos de desempenho energético", afirmou Daisson




Comentários