British Petroleum vai construir fábrica de biocombustíveis

Fonte: Folha OnLine - 03/07/07

A companhia petrolífera British Petroleum (BP) e o grupo internacional do setor alimentício Associated British Foods (ABF) decidiram se aliar para construir uma fábrica de biocombustíveis para automóveis, informou hoje a segunda companhia em comunicado.

A BP e a ABF dividirão igualmente 90% do capital da nova empresa, enquanto os 10% restantes serão controlados por um terceiro sócio: a americana Dupont. A nova fábrica, que ficará nas instalações da BP em Saltend, perto de Hull, custará 200 milhões de libras (cerca de US$ 399 milhões).

A fábrica produzirá bioetanol a partir do trigo e terá uma capacidade de produção de 420 milhões de litros (330 mil toneladas ao ano). Os parceiros estudarão ainda a possibilidade de adaptá-la à produção de biobutanol se dispuserem da tecnologia necessária.

Com este objetivo, a BP e a Dupont financiarão e construirão uma fábrica de demonstração de biobutanol (combustível obtido a partir do milho) que funcionará paralelamente à principal.

O anúncio foi feito após a divulgação do projeto da British Sugar para construir em Wissington (Norfolk) a primeira fábrica de bietanol no Reino Unido, que terá uma capacidade de 70 milhões de litros (55 mil toneladas).

A fábrica, que utilizará beterraba para a produção do combustível, começará a funcionar em julho.

Segundo Ian Conn, diretor-executivo da divisão de refino e marketing da BP, o mercado de biodiesel é independente do alimentício, por isso "o impacto sobre o preço dos alimentos será mínimo".

Grupos ambientalistas e de direitos humanos estão preocupados com a possibilidade de que os biocombustíveis aumentem o preço dos alimentos nos países em desenvolvimento e acabem destruindo a floresta tropical e outros ecossistemas.



Comentários