Retorno da ABM WEEK supera expectativas e atrai público maior que o esperado

Semana técnico-científica, organizada pela Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração, voltou a ser realizada após dois anos e contou com 1740 participantes e 776 trabalhos.

O balanço da 6ª edição da ABM WEEK, apresentado durante a cerimônia de encerramento na tarde da última quinta-feira (9), demonstrou o sucesso do maior evento técnico-científico do setor minerometalúrgico e de materiais da América Latina. O número de participantes superou as expectativas dos organizadores, conforme apontou André Luiz Vasconcellos da Costa e Silva, professor da Universidade Federal Fluminense e coordenador técnico da Semana.

Foram 1740 participantes inscritos e 776 trabalhos apresentados. Além disso, a semana contou com 68 patrocinadores, sendo 26 novos – um aumento de 12% em relação à edição anterior, em 2019.

A Semana incluiu três cursos e um workshop no pré-evento, na segunda-feira (6/6), com um total de 74 participantes. Foram realizadas sete mesas-redondas, três painéis, três rodadas de negócios e uma sessão plenária. Ao todo, 25 keynote speakers ministraram palestras no durante a programação.

“Deu vontade de participar um pouco de cada evento. É fantástico que a ABM tenha conseguido organizar essa quantidade de informações – e, além disso, ainda possibilitasse que conversássemos e tomássemos um café juntos”, afirmou Costa e Silva.

O professor destacou que os 13 eventos técnico-científicos abrangeram 134 sessões técnicas. A taxa de não comparecimento às apresentações orais, de 13%, foi baixa, na opinião dele – ainda mais levando-se em conta a conjuntura de pandemia.

O encontro que recebeu maior número de contribuições foi o Congresso Anual da ABM, com 370 trabalhos, seguido pelo 51º Seminário de Fusão, Refino & Solidificação de Metais (com 86 trabalhos) e pelo 57º Seminário de Laminação e Conformação de Metais (com 63 trabalhos).


Continua depois da publicidade


Pesquisadores ligados a 59 instituições de Ensino Superior contribuíram com 426 papers – as campeãs foram o Instituto Militar de Engenharia (IME), com 91 trabalhos, e a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), com 82 trabalhos. Setenta trabalhos tiveram como co-autores pesquisadores universitários e profissionais da indústria.

“Também celebramos algumas datas redondas nesta edição, como o 75º Congresso Anual, o 50º Seminário de Redução de Minérios e Matérias-Primas e o 20º Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Metalúrgica, de Materiais e de Minas (Enemet)”, lembrou Costa e Silva

Para Horacidio Leal Barbosa Filho, presidente executivo da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, a 6ª edição “foi a mais importante de todas”.

“Considero essa ABM WEEK a mais importante, porque ela é a edição do reencontro e da celebração. Depois de tempos tão difíceis que nós vivemos, tivemos um evento excepcional”, declarou o presidente.

Leal destacou que a temática da sustentabilidade se foi uma constante nas discussões, demonstrando que se trata de um tema que veio para ficar.

“Lideranças empresariais e acadêmicas do Brasil e do exterior apresentaram ideias e soluções que com certeza ajudarão nossa indústria a se tornar mais sustentável e a entrar de vez na era do carbono zero”, afirmou.




Comentários