Nova produção sustentável de papel da Voith Paper terá investimento de € 100 mi por ano

Programa sustentável da empresa foca em processos de fabricação de papel mais eficientes e sustentáveis.

Para atender às metas do Acordo de Paris, fabricantes de papel do mundo inteiro se deparam com o desafio urgente de tornar sua produção mais sustentável. De olho nesse desafio, a Voith Paper, fornecedora de tecnologia papeleira com atuação mundial, anunciou o lançamento do programa “Papermaking for Life”, uma ofensiva de inovação e desenvolvimento com foco em processos de fabricação de papel mais eficientes e sustentáveis. A expectativa da empresa é investir cerca de 100 milhões de euros por ano em inovações no novo processo. 

A propsota se baseia nos pilares de economia de água, de energia e de fibras e utiliza a digitalização, inovações e parcerias para proporcionar máxima sustentabilidade à produção de papel.

Para isso, há metas ambiciosas para até 2030. Até lá, a empresa pretende chegar a uma produção 100% neutra em carbono, que melhorará significativamente a pegada de carbono de seus clientes por meio de soluções digitais, produtos com consumo otimizado de energia e o uso eficiente de energias renováveis. Além disso, a Voith Paper vem pesquisando tecnologias disruptivas que abrirão as portas para um processo de fabricação completamente novo, que reduzirá o consumo de água limpa na produção de papel em 90%.

Outra meta prevê o aproveitamento de novos fluxos de fibras recicladas, que permitirá alcançar uma taxa de reciclagem de até 90% na fabricação de papel.

Consumo mínimo de recursos

Até 2030, a otimização de produtos existentes aliada ao uso de soluções digitais permitirão reduzir o consumo de energia na fabricação de papel em até 30%. Além disso, a empresa vem pesquisando tecnologias disruptivas de produção que poderão oferecer outros 50% de economia de energia. Quando combinadas com energias renováveis, essas soluções permitirão eliminar 100% das emissões de CO2 na fabricação de papel.


Continua depois da publicidade


A água é outro recurso valioso na produção de papel. Circuitos fechados de água são cada vez mais importantes – principalmente nas regiões em que a água é um recurso escasso.

Junto com sua subsidiária Meri, a Voith desenvolveu o conceito AquaLine, o mais eficiente circuito fechado de água, que reduz o lançamento de efluentes a 0 e consome apenas 1,5 litro de água limpa para cada quilo de papel produzido. Por meio de tecnologias disruptivas, pretendemos reduzir o consumo de água limpa em 90% até 2030.

A Voith Paper também estabelece padrões no consumo de fibras: os sistemas de preparação de massa BlueLine oferecem economias de fibras de 10% a 15% aos nossos clientes. Além disso, como membro da aliança 4evergreen, a Voith Paper está empenhada em aumentar o uso de embalagens à base de fibras na economia circular. O objetivo dessa parceria é promover novos fluxos de reciclagem que permitam aumentar a taxa de reciclagem de papel para mais de 90% até 2030.

Com uma ampla gama de soluções de digitalização e automação, o portfólio Papermaking 4.0 aumenta significativamente a eficiência e a disponibilidade das linhas de produção de papel. As aplicações digitais são rápidas de implementar e muitas vezes se pagam em menos de um ano. Estimativas indicam que a digitalização pode render economias de até 15% nos custos de produção.

"Com nossa força de inovação, amplo know-how e tecnologias otimizadas, estamos fazendo uma contribuição fundamental para impulsionar a sustentabilidade na produção de papel. Nossa aspiração é definir padrões no setor – hoje e no futuro. É isso que nos permitirá alcançar, junto com nossos clientes, os melhores resultados para tornar a produção de papel ainda mais sustentável e eficiente. É com esse intuito que lançamos o programa Papermaking for Life", destaca Andreas Endters, presidente e CEO da Voith Paper.

A Voith Paper ainda assume a responsabilidade por suas próprias emissões. Desde o início de 2022, todas as suas operações (bem como as de todo o Grupo Voith) já são climaticamente neutras. E a empresa pretende intensificar essas iniciativas no futuro, como pode ser visto pelos seguintes exemplos: a Voith aumentará sua autogeração fotovoltaica, sua eficiência energética e a proporção de eletricidade renovável que utiliza.

Além disso, a Voith Paper alcançou ambiciosas metas de sustentabilidade traçadas nos últimos anos. De 2012 até o ano fiscal de 2020/21, o Grupo reduziu sua geração de resíduos em 33%, seu consumo de água em 56% e seu consumo de energia em 38%. Por fim, as ações sustentáveis da Voith Paper e do Grupo Voith também são comprovadas pela classificação B- dada pela agência independente de classificação ISS ESG, o que coloca o Grupo Voith entre as 3 empresas de engenharia mecânica e industrial mais sustentáveis do mundo.




Comentários