Peerdustry lança e-book sobre equalização de propostas comerciais para peças usinadas spot

Equalização de propostas comerciais é um dos maiores desafios para compradores de peças usinadas de baixo volume.

As variações entre orçamentos é um dos principais desafios para as empresas que compram peças usinadas de baixo volume de terceiros. Dados mostram que, para uma mesma peça, a diferença pode chegar a 300% entre orçamentos. 

Nem sempre o menor custo compensa, assim como preços mais altos não são sinônimo de qualidade. Estes, entre outros motivos, fazem da escolha do orçamento do projeto um momento de tensão. 

Um dos fatores que sempre deve ser considerado é a experiência e os meios utilizados por cada fornecedor. Afinal, existem diferentes caminhos para a execução de um projeto, com distintas formas de manufaturar uma mesma peça. 

Outro ponto que deve ser observado é se os orçamentos recebidos dos fornecedores contemplam todos os processos exigidos pelo projeto. “Inclusive, algumas vezes, algumas especificidades dos desenhos técnicos acabam passando batido, o que implica na escolha equivocada dos processos e na qualidade final da peça”, aponta Bruno Diesel Gellert, CEO da Peerdustry . 

Para ajudar os compradores de peças usinadas de baixo volume (spot), a Peerdustry - Usinagem Conectada está lançando o e-book '10 dicas para equalizar propostas comerciais de peças usinadas de baixo volume'. O objetivo é auxiliar quem compra peças usinadas a analisar os fatores que mais influenciam as propostas comerciais, tornando o processo mais eficiente e assertivo. 

Além disso, a Peer - por meio de sua plataforma digital de usinagem conectada - consegue eliminar 100% das preocupações que as empresas possuem em relação à compra de peças usinadas, conduzindo processos de análise de desenhos técnicos e, também, de orçamento. 

“A plataforma da Peerdustry possibilita uma espécie de democratização dos desenhos técnicos. Uma análise minuciosa do projeto nos possibilita disponibilizar as mesmas informações para todos os fornecedores da plataforma, padronizando as propostas comerciais e evitando orçamentos tão díspares”, afirma Gellert . 


Continua depois da publicidade


O material está disponível para download gratuito aqui.

Sobre Usinagem Conectada

O conceito - desenvolvido pela Peerdustry - já está transformando a compra e a venda de peças usinadas de uma maneira absolutamente inovadora. 

Por meio de uma plataforma digital integradora de serviços, a Peerdustry conecta empresas que precisam comprar peças com outras que apresentam capacidade produtiva.

Desta forma, o  time Peerdustry consegue encaminhar os pedidos de peças usinadas para fornecedores especialistas. Tudo isso é possível devido ao uso de tecnologias de análise de dados. 

Além disso, algoritmos e modelos matemáticos desenvolvidos pela Peer permitem a padronização dos preços das peças usinadas, resolvendo um dos maiores problemas do mercado. 




Comentários