Novo sensor ultrassônico garante segurança à movimentação de carga e aproximação de maquinário na indústria

Produto é lançado com o objetivo de evitar colisões e melhorar a performance dos equipamentos e condutores.


Continua depois da publicidade


Com o objetivo de tornar os processos industriais mais seguros e eficazes, a Telemecanique Sensors acaba de lançar no Brasil a linha XXW Wide Beam Ultrasonic Sensor. Na prática, trata-se de um sensor ultrassônico que vai possibilitar às fábricas, de todos os portes e segmentos, sair ganhando, evitando perda de materiais, quebra de equipamentos, além de falhas e erros que impactam diretamente a qualidade final do produto. Análogo ao sonar do morcego, o sistema funciona emitindo uma onda sonora de alta frequência. O sensor mede o tempo de retorno da onda ultrassônica refletida pelo objeto-alvo e transforma em referência de sinal elétrico analógico ou digital.

Todo processo ocorre por meio de uma detecção confiável e sem contato, com alta robustez. Contando ainda com a possibilidade de ajuste por software de configuração e parametrização utilizando um cabo opcional para comunicação computador, o novo produto é capaz de ser ajustado para atender as condições do meio como detecção de superfícies transparentes, incidência parcial de poeira e névoa. Outra novidade é a sua carcaça plástica anti-UV, apta a operar em temperaturas que variam de -40°C até +70°C.

Para Marcos Afonso, especialista em sensores e automação industrial da Reymaster, as empresas que trabalham com movimentação e transferência de carga se beneficiarão com a solução, evitando colisões e melhorando a performance dos equipamentos e condutores ao monitorar com exatidão a aproximação no momento da carga e descarga, principalmente.

O avanço desta linha de produtos se deve ao fato de que os sensores Telemecanique Sensors da série XXW são equipados com um aparato que emite o sinal ultrassônico em um feixe mais amplo possibilitando a detecção de objetos em uma área mais alargada, quando comparados aos equipamentos tradicionais.

Outra novidade é que o equipamento calcula, com extrema exatidão e utilizando largura de feixe ampliado, a distância entre os objetos, enviando um sinal analógico para informar o espaço em metros, possibilitando, assim, que o operador ou o sistema automatizado tenha informações céleres e precisas. Ele também é acoplado com um sinal digital para caracterizar a presença de um objeto em uma distância pré-definida, que é aplicável a sistemas mais simples.


Continua depois da publicidade


No parecer do especialista em sensores Ronaldo de Sena, da Telemecanique Sensors em Santa Catarina, “a largura do feixe de detecção está muito maior, e assim cobre áreas maiores, o que é uma vantagem e tanto. Além disso, quando as condições exigem múltiplos sensores instalados próximos uns aos outros, o recurso ‘sincronização’ permite que cada equipamento tenha uma detecção confiável do objeto correspondente ao risco zero de crosstalk [interferência indesejada que um canal de transmissão causa em outro]”, informa, destacando os principais proveitos: “em primeiro lugar, está o fato de que aumentam a produtividade na indústria; e, depois, eles auxiliam na redução de custos por perda de produtos e falhas de processo e na segurança”.

As aplicações mais comuns para a linha XXW Wide Beam Ultrasonic Sensor são: sistemas de anticolisão para AGVs (Automated Guided Vehicle, em português, carros de transporte automáticos na indústria), medição de altura para carregamento automático, anticolisão em empilhadeiras e detecção de obstrução em esteiras transportadoras.




Comentários