INVESTIGAÇÃO DA RUGOSIDADE E DA MICRODUREZA DE AÇO SAE 52100 NA RETIFICAÇÃO PLANA TANGENCIAL COM A TÉCNICA DE MÍNIMA QUANTIDADE DE LUBRIFICANTE

por: Bruno Abrão, Mayara Fernanda Pereira, Antonio Vitor de Mello, Rosemar Batista da Silva

Acessar artigo completo



Ano: 2019

Instituições de ensino: Universidade Federal de Uberlândia, Universidade Federal de Uberlândia, Universidade Federal de Uberlândia, Universidade Federal de Uberlândia

Idioma: Portugues

Logo-abcm-300
Logo-cobef-2019



Resumo

O objetivo deste trabalho é avaliar o desempenho da técnica da mínima quantidade de lubrificante (MQL) na retificação plana tangencial do aço endurecido SAE 52100 sob diferentes condições de corte com respeito à integridade superficial do componente usinado. Variou-se a velocidade da peça (3 m/min e 7 m/min) enquanto a penetração de trabalho foi mantida constante (30 µm). Ensaios empregando a condição de lubri-refrigeração convencional (abundante) também foram realizados para comparação. As variáveis de saída avaliadas foram a rugosidade (Ra) e microdureza. Os resultados mostraram que o aumento da velocidade da peça resultou no aumento da rugosidade. Já em relação a microdureza, ela sofreu maior variação ao empregar a menor de velocidade da peça. A usinagem com a técnica MQL gerou resultados compatíveis com aqueles utilizando a técnica convencional de aplicação de fluido de corte, e em alguns casos até melhores, o que implica em vantagens em termos de sustentabilidade por empregar menor quantidade de óleo.


Palavras chave

Acessar artigo completo




Comentários



Veja outros trabalhos acadêmicos

Outros conteúdos

Fórum

Tire suas dúvidas e ajude outras pessoas no CIMM:

Faça uma pergunta