FAPESP e Microsoft Research criam instituto

O objetivo é formar uma rede de pesquisadores capazes de criar novos conhecimentos


Continua depois da publicidade


Fonte: Agência FAPESP - 11/04/2007

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Microsoft lançaram nesta terça-feira (10/4) o Instituto Microsoft Research-FAPESP de Pesquisas em TI, resultado de convênio assinado pelas instituições. A primeira chamada de propostas associada ao convênio também foi publicada.

O Instituto Microsoft Research-FAPESP de Pesquisas em TI é uma iniciativa pioneira no Brasil que associa os setores público e privado de modo a estimular a geração e a aplicação de conhecimento em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

O objetivo é formar uma rede de pesquisadores capazes de criar novos conhecimentos que contribuam para expandir as capacidades da tecnologia de computação para atender mais e melhor os desafios sociais e econômicos de comunidades desfavorecidas, rurais e urbanas.

Os principais temas de interesse do Instituto Microsoft Research-FAPESP de Pesquisas em TI são o desenvolvimento de conhecimentos aplicáveis à diversidade e heterogeneidade dos possíveis usuários, com impactos em governo eletrônico, saúde, educação continuada e plataformas que permitam a integração de ferramentas de comunicação ao aprendizado eletrônico.

O convênio prevê o investimento inicial de US$ 800 mil, sendo US$ 250 mil de cada instituição no primeiro ano e US$ 150 mil de cada uma no segundo.

A Microsoft Research tem cerca de 700 pesquisadores e funcionários distribuídos em cinco laboratórios – na China, Inglaterra, Índia e dois nos Estados Unidos. A principal unidade fica em Redmond, no estado de Washington, no campus da Microsoft Corporation. O acordo com a FAPESP é o primeiro do tipo firmado pela Microsoft Research com uma instituição latina-americana.

Michel Levy, presidente da Microsoft Brasil, destacou a importância dada pela Microsoft às pesquisas também no Brasil, onde investe em 21 centros de inovação, em parceria com universidades e centros de pesquisa. “Mais de 20 mil estudantes já passaram por esses centros”, disse.

Chamada de propostas


No mesmo dia de seu lançamento, o Instituto Microsoft Research-FAPESP de Pesquisas em TI abriu chamada de propostas de pesquisa. O objetivo é identificar, selecionar e apoiar projetos de pesquisa fundamental e de classe mundial em TIC que apontem para o tratamento de questões relacionadas ao desenvolvimento econômico e social no Estado de São Paulo.

Com foco no avanço do conhecimento, a chamada busca propostas de pesquisas capazes de ampliar o acesso dos cidadãos às novas tecnologias, reduzindo diferenças socioeconômicas, culturais e regionais.

“As tecnologias da informação são fundamentais para o desenvolvimento do país por acelerar outros setores da economia”, disse Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP. “A chamada busca projetos de pesquisa que tratem de pontos fundamentais para o desenvolvimento da sociedade brasileira e que possam ter possíveis aplicações no futuro.”

Convênio e chamada Microsoft Research-FAPESP: www.fapesp.br/convenios/microsoft.
Tópicos:



Comentários