O que é preciso saber na hora de aderir a um sistema de corte a plasma CNC?

Especialista traz dicas importantes para gestores e empresários que pretendem utilizar a tecnologia no dia a dia.

Capaz de proporcionar o equilíbrio perfeito entre qualidade, velocidade e custos, o plasma é um dos métodos de corte de metal mais populares do mundo. Essa técnica ganha ainda mais importância quando utilizada com o Controle Numérico Computadorizado, mais conhecido como CNC, que nada mais é que um sistema de controle da máquina de corte.

O corte a plasma CNC é responsável por automatizar os processos industriais, já que, por meio da tela de um computador, transmite os comandos e faz com que a tocha de corte trabalhe sobre os metais. “Esse sistema garante agilidade e eficiência ao corte, menos operações secundárias e uso aprimorado de material. Da mesma forma, proporciona à empresa economia com energia e maior vida útil dos consumíveis”, pontua Thiago Maciel, Gerente de vendas OEM da Hypertherm Associates, referência mundial em produtos e softwares de corte industrial.

Maciel explica que a tecnologia é indicada para as mais diversas aplicações, desde trabalhos de artesanatos e em pequenas fábricas na garagem de casa até em empresas que utilizam peças de metal no processo fabril. “O responsável pela operação deve ter atenção para escolher a mesa de corte a plasma CNC, pois, quanto maior a exigência e mais frequente o uso, maior deve ser o tamanho e a capacidade de corte da mesa”.

Além do tamanho da mesa, existem alguns detalhes menos óbvios que devem ser levados em consideração. O especialista da Hypertherm Associates responde a algumas perguntas que devem ser feitas pelos gestores e empresários que pretendem usar o sistema de corte a plasma CNC no dia a dia. Confira as dicas, que vão muito além da tecnologia em si:

Melhorar ou expandir os serviços irá encorajar novos negócios?

Abrir uma empresa é um passo difícil e, para isso, proprietários e gerentes precisam de clientes fiéis e de novos negócios. Quando os clientes podem confiar em um estabelecimento, eles gastarão mais dinheiro com a empresa previamente determinada. É importante que o empresário reserve um tempo para descobrir o que os clientes realmente precisam. Talvez seja o momento de entrega mais rápida, de custos mais baixos, de produtos de maior qualidade e/ou personalização. Estas são apenas algumas ideias, mas, no contato direto com o cliente, é possível colher informações específicas sobre como uma empresa pode melhorar, expandir e se diferenciar em determinada área.

Um equipamento melhor ajudará a manter bons funcionários?

Funcionários leais são tão importantes quanto clientes leais. Contratar e manter bons colaboradores é um dos maiores desafios para as empresas. Dito isso, funcionários satisfeitos têm menor probabilidade de deixar uma determinada empresa. Uma maneira de aumentar a satisfação no trabalho é dar a eles as melhores ferramentas, que devem ser fáceis de usar e tornar o trabalho mais acessível, com resultados consistentes. O dono de uma empresa deve conversar no dia a dia com seus operadores para descobrir o que eles desejam e precisam.

Uma máquina nova permitirá que o empresário expanda os negócios?

É fundamental que empresários considerem as situações que ocorreram no passado recente e reflitam antes de seguir para novos empreendimentos. Ocorreu uma terceirização de trabalho ou parte de serviço por que não tinha as ferramentas certas? Houve a dependência de um fornecedor que não cumpriu alguns prazos? Existem trabalhos que a empresa poderia assumir se pudesse cortar metal mais espesso, cortar peças com bordas mais lisas ou chanfrar? Para saber se uma expansão é viável, o empresário deve levar em consideração o quanto as oportunidades perdidas estão custando para a empresa. Todas essas questões devem ser colocadas na balança, antes de o empresário dar o próximo passo.




Comentários