Stellantis investe R$ 220 milhões em plataforma CMP para produção de veículos no RJ

Novo Citroën C3 será o primeiro de uma família projetada para os consumidores do Brasil e demais países da região que será produzido com a plataforma no país.


Continua depois da publicidade


O Novo Citroën C3, que será produzido na fábrica de Porto Real (RJ), será o primeiro de uma família de três veículos que serão desenvolvidos e produzidos na América Latina nos próximos três anos. O Novo Citroën C3, segundo a empresa, inaugura em Porto Real a plataforma CMP (Common Modular Platform) e será o primeiro veículo do Grupo Stellantis produzido no Brasil que utiliza a plataforma, reconhecida mundialmente como moderna, modular e de grande flexibilidade. A plataforma CMP pode ser usada em veículos dos segmentos B e C. 

A plataforma de um veículo é a base para todo o seu desenvolvimento e a partir dela que se define tecnicamente todas as opções do modelo, como as suspensões, componentes elétricos e eletrônicos e até o powertrain. E todas essas definições, baseadas na plataforma do veículo, garantem sua performance, dirigibilidade, conforto, estabilidade e segurança, por exemplos.

Ilustração da plataforma CMP (Common Modular Platform). Imagem: Divulgação

A CMP, que equipa o Novo C3, é uma das mais modernas do grupo Stellantis no mundo. Altamente robusta, com baixíssimos níveis de vibração, maior conforto acústico e rápidas respostas de direção e elevada estabilidade, ela permite ao modelo uma experiência única de desempenho e bem-estar a bordo. Tudo isso aliado a uma sólida estratégia de integração local de peças e componentes, um dos pilares do projeto C-Cubed para os três novos veículos, permitirá ao Novo C3 uma maior eficiência e competitividade em um segmento importante nos mercados da região. 

“Os produtos fabricados em nossas diferentes e modernas plataformas são complementares e distintos. A Stellantis está na vanguarda quando falamos em tecnologia no mundo e na América Latina isso não é diferente. Temos excelentes estruturas, equipamentos, laboratórios, espaços para realizar todos os tipos de testes previstos no desenvolvimento de um veículo. Tudo isso com equipes altamente capacitadas para conduzir cada novo projeto. Assim, os nossos consumidores sempre terão à sua disposição automóveis cada vez mais modernos e surpreendentes”, comentou Marcio Tonani, Diretor do Tech Center da Stellantis para a América Latina. 


Continua depois da publicidade


Bem projetado e validado, o Novo C3 terá uma manufatura também de excelência. A fábrica de Porto Real (RJ) passou por uma grande transformação industrial e tecnológica para receber a nova plataforma CMP, e contou com investimentos de mais de R$ 220 milhões. Entre as evoluções aplicadas, inclui-se a instalação de novos robôs, além de um inédito processo polivalente e flexível que permitirá a produção do Novo Citroën C3 e ainda favorecerá os atuais modelos fabricados na unidade. 

Com toda essa tecnologia e estrutura de desenvolvimento na América Latina, a Citroën seguirá oferecendo aos seus clientes veículos modernos, com muita qualidade, estilo atraente, excelentes equipamentos e custo total de compra e manutenção cuidadosamente estudado, disse a empresa.

Conheça a nova plataforma modular e multi-energia para pequenos carros urbanos e SUV compactos do Grupo Stellantis:




Comentários