Empresa de equipamentos odontológicos e médicos investe R$ 35 milhões e expande produção em SC


Continua depois da publicidade


A produtora de equipamentos odontológicos, médicos e veterinários, Olsen, vai investir até R$ 35 milhões em nova fábrica em Palhoça (SC). De acordo com a coluna de Estela Benetti, da NSC, a expansão é atribuída ao crescimento de vendas da empresa, que duplicou durante a pandemia.

Cesar Augusto Olsen, fundador e presidente da companhia, disse à coluna que o objetivo é aumentar a produção em quase 90%, passando dos atuais 800 produtos/mês para 1.500. Antes do boom da pandemia, a empresa vendia 400 unidades/mês. Segundo o fundador, as vendas foram impulsionadas pela demanda do mercado juntamente com o encerramento das atividades de dois fabricantes do segmento no Brasil.

A produção da Olsen consiste hoje em 80% aparelhos odontológicos; 10%, médicos; e os outros 10% entre itens para segurança e veterinários.

Segundo Elisa Olsen, filha do fundador, a nova fábrica contará com maior suporte de automação, elevando a capacidade produtiva com a utilização de robôs. A automação deverá fazer com que a expansão da fábrica não exija a contratação de novos empregados, no entanto, Cesar Olsen alerta para a mudança do perfil do trabalhador fabril, que precisará aprender a operar esses robôs.

Com a nova fábrica, a empresa pretende expandir sua estrutura comercial no Brasil e fora. Hoje, a Olsen conta com 10 showroons próprios nas principais capitais e está abrindo outros, com projeção de chegar a 20 até o fim do ano, diz a coluna.

"Atualmente, exportamos 15% da produção, mas com valor agregado. Nosso plano, até o final do ano que vem, é exportar de 30% a 35% do total fabricado. Já estamos bem posicionados em mercados como o México e a Rússia. Estamos trabalhando para entrar na Alemanha e exportar mais aos Estados Unidos", explicou à coluna, Cesar Olsen.


Continua depois da publicidade


O valor do aporte não inclui o terreno e os trabalhos de terraplanagem já começaram. 

Espera-se que a fárica seja entregue em dois anos e meio.




Comentários