Avião de três asas pode reduzir consumo de combustível em 70%

Não é todo dia que se vê um avião com três asas, como este projeto de um avião de passageiros de grande porte proposto pela empresa aeroespacial SE Aeronautics.

E não é só no número das asas que o projeto, batizado de SE200, se diferencia.

As três asas são finas porque elas não têm os tanques de combustível, como nos aviões tradicionais. Em vez disso, o combustível é armazenado em um tanque flexível no próprio corpo cilíndrico do avião, o que permitiu melhorar toda a aerodinâmica.

O SE200 terá 42,6 metros de comprimento e uma envergadura de asas de 35,3 metros.

A sustentação extra garante não apenas um consumo menor de combustível, como também a possibilidade de operação em aeroportos menores, já que o avião consegue pousar e decolar mais rapidamente.

Segundo a empresa, o avião terá um consumo 70% menor em comparação com um avião convencional com a mesma capacidade de carga, o que lhe dará uma autonomia de 16.900 km.

Um estabilizador vertical duplo e dois motores traseiros também são destaque, permitindo que o avião atinja uma velocidade de 1.100 km/h, levando até 264 passageiros.

Tubo único

Finalmente, o projeto é completado com um corpo monolítico, construído por um único tubo integral - os aviões atuais são montados como várias seções tubulares soldadas.

E, em vez de alumínio aeronáutico, a ideia é construir todo o tubo principal de material compósito, que é mais leve.




Comentários