Começa hoje a maior feira comercial do setor aeronáutico


Continua depois da publicidade


Fonte: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - 18/06/07

Consórcio de pequenas empresas brasileiras fabricantes de peças aeronáuticas participam do evento, que prossegue até dia 24, na França

Com o apoio da APEX Brasil, as empresas do consórcio HTA (High Technology Aeronautics), de São José dos Campos, participam da Lê Bourget, maior exposição comercial da aviação na Europa, que acontece a cada dois anos na França. O público visitante estimado é de 200 mil pessoas, principalmente fabricantes de médio e grande porte, como Airbus and Boeing.

Para os empresários que integram o consórcio HTA, a presença na Feira é uma das melhores oportunidades de se fixar no concorrido mercado de peças aeronáuticas. “Nosso objetivo é se consolidar como uma opção de fornecedor para grandes empresas européias e participar de programas de longo prazo”, explica o gerente do Projeto, realizado com apoio da APEX-Brasil, Lúcio dos Santos. Segundo ele, neste evento o contato é feito com responsáveis pela linha de montagem. No ano passado, o estande da HTA na Lê Bourget recebeu 72 visitas de compradores. Este ano já está previsto um contato com a Elbit, empresa israelense de sistema eletrônico de defesa para aeronaves.

A ocupação da Lê Bourget reflete o crescimento do mercado aeronáutico mundial: 2.000 empresas participam da Feira este ano, que há 12 meses já não disponibiliza mais vagas aos interessados. O consórcio HTA está abrigado num dos maiores pavilhões – o dos Estados Unidos.

A atividade do consórcio HTA consiste em fornecer aos clientes externos peças aeronáuticas finalizadas de acordo com as exigências de cada um. As exportações do grupo começaram em 2006 e são destinadas para os Estados Unidos e Espanha. Participam do projeto 12 empresas consorciadas que se tornaram uma excelente alternativa para os compradores aeronáuticos do mercado mundial.

A base administrativa do consórcio fica em São José dos Campos (SP), na região do Vale do Paraíba, onde se encontram aproximadamente 26 pequenas empresas do setor aeronáutico fornecedoras de produtos e serviços para empresas de maior porte do setor. A capacidade exportadora de peças, componentes e subprodutos da área aeronáutica das empresas trouxe uma nova gama de produtos com maior valor agregado e mais competitivos em relação a preços, qualidade e tecnologia.

Embora a indústria aeronáutica brasileira tenha alcançado o respeito internacional devido aos contínuos sucessos da Embraer, o mercado externo ainda não associou este avanço tecnológico à indústria de peças nacional que dá sustentação a esse desenvolvimento.

Demoiselle

Um século depois de sua criação em 1907, Demoiselle – segundo e mais importante avião criado por Alberto Santos Dumont – volta aos céus franceses durante a Le Bourget, entre 18 e 24 de junho.

Os vôos demonstrativos do Demoiselle, as réplicas do avião e o estande cenográfico, que apresentará a trajetória da aviação brasileira, de Santos Dumont aos dias atuais, são de responsabilidade do Instituto Arruda Botelho, com apoio da APEX-Brasil.

Apresentações do Demoiselle também serão realizadas, no dia 30 de junho, em La Ferté-Alais (Aérodrome de Cerny). Nesse local, as réplicas brasileiras voarão ao lado de aeronaves antigas e clássicas e símbolos da aviação mundial, como Blériot, criação de Louis Blériot, o mais popular de todos os aviadores franceses, famoso por realizar a travessia do Canal da Mancha (entre França e Inglaterra), em 1909.

Mais informações:
Assessoria de Imprensa da Agência de Promoção de Exportações e Investimentos - APEX-Brasil
(61) 3426-0202
Tópicos:
  



Comentários